No Silêncio de uma Cidade (Fritz Lang, 1956)

tumblr_nem1y5zcqq1s39hlao1_500

Candidato a Lang favorito, posto nobríssimo considerando a expressividade da filmografia e o número de obras-primas. A premissa de M – a caça a um maníaco acuado – reimaginada a partir da disputa por poder em uma grande instituição corporativa midiática que cobre o caso, com um twist de ponto de vista muito duro e cínico, como bem apontou Jonathan Rosenbaum (características marcantes dos últimos Langs na América). Concentra boa parte dos temas caros ao cineasta em uma narrativa extraordinariamente moderna, desde a impactante abertura pré-créditos, que remete à cena do chuveiro em Psicose (filmado alguns anos depois), até a fluída transição entre personagens (Andrews, Fleming, Mitchell, Sanders, Price, Lupino, Barrymore…) e gêneros (film noir, suspense jornalístico, thriller de serial-killer, drama moral…), e ainda pelas observações críticas sobre mídia de massa, controle e produção da informação e todos os desvios morais e truques nada íntegros dos jornalistas, que acabam transformando a corporação midiática em um ambiente mais degradante que as notícias tenebrosas veiculada por eles. A sequência com Andrews dialogando diretamente com o assassino através do seu programa de televisão, um embate olho a olho mediado pela câmera e pela tela do televisor, é de uma força impressionante, e um belo prenúncio do que Lang desenvolveria com um olhar ainda mais aprofundado em Os Mil Olhos do Dr. Mabuse, filme seminal para estudo da imagem contemporânea.

while-the-city-sleeps.jpg

Meu ano cinéfilo (2014)

Mudança, viagens, festas de final de ano & otras cositas más inviabilizam meu mês de dezembro para filmes, mas as listas de final de ano são tão inevitáveis quanto os especiais do Roberto Carlos, a overdose de Happy Xmas versão Simone e os shows anuais do Paul McCartney no Brasil; adianto aqui a primeira delas. A relação com os melhores do circuito – no meu caso, do pequeno recorte que acompanhei dele, com notável desinteresse pelo restante – deve ser publicada no Cineplayers junto das demais retrospectivas. Neste post, seguindo modelo criado em 2013, elenco 25 filmes que não estiveram comercialmente em cartaz no Brasil, mas que me marcaram profundamente em 2014. Talvez sirva para buscar recomendações, talvez sirva como registro; possivelmente não sirva para nada.

25

25. O Homem que Burlou a Máfia (Charley Varrick, 1973), de Don Siegel

Branco-Sai-Preto-Fica1

24. Branco Sai Preto Fica (idem, 2014), de Adirley Queirós

Dust in the Wind 1

23. Poeira no Vento (Lian lian feng chen, 1987), de Hsiao-Hsien Hou

EFWmbhd

22. Femmes Femmes (idem, 1974), de Paul Vecchiali

Pierre-taix-French-Comedy-Master-Screening-Yoyo_095050

21. Yoyo (idem, 1965), de Pierre Étaix

sans_soleil

20. Sem Sol (Sans Soleil, 1983), de Chris Marker

live_oncejail

19. Só Se Vive uma Vez (You Only Live Once, 1937), de Fritz Lang

savates-du-bon-dieu-2000-07-g

18. Os Indigentes do Bom Deus (Les Savates du Bon Dieu, 2000), de Jean-Claude Brisseau

our-daily-bread-digging

17. O Pão Nosso (Our Daily Bread, 1934), de King Vidor

vlcsnap-2013-10-07-13h58m29s207

16. E Agora? Lembra-me (idem, 2013), de Joaquim Pinto

Robert-Ryan-and-James-Mason-in-Caught

15. Coração Prisioneiro (Caught, 1949), de Max Ophüls

sicilia1

14. Gente da Sicília (Sicília!, 1999), de Jean-Marie Straub & Danièle Huillet

FilmeDemencia

13. Filme Demência (idem, 1986), de Carlos Reichenbach

gertrud-and-tapestry

12. Gertrud (idem, 1964), de Carl Theodor Dreyer

Cartel 8b-Primavera tardía (Yasujiro Ozu)

11. Pai e Filha (Banshun, 1949), de Yasujiro Ozu

Film_734_735_ShootingWhirlwind_original

10. Disparo Para Matar (The Shooting, 1968), de Monte Hellman

n9roAK11mefsZMJuAg6q0J6hYPf

9. Mulher Tentada (Catene, 1949), de Raffaello Matarazzo

allthatheavenallows4

8. Tudo Que o Céu Permite (All That Heaven Allows, 1955), de Douglas Sirk

Mar_PandoraAndTheFlyingDutchman

7. Os Amores de Pandora (Pandora and the Flying Dutchman, 1951), de Albert Lewin

4 pale flower

6. Flor Seca (Pale Flower, 1964), de Masahiro Shinoda

21373-foto_1

5.  Viagem ao Princípio do Mundo (idem, 1997), de Manoel de Oliveira

Top100_44

4. Os Noivos (Il Fidanzati, 1963), de Ermanno Olmi

10518706_760921140622510_8023951919087126950_n

3. O Condenado (Odd Man Out, 1947), de Carol Reed

tumblr_m71pefroMQ1ra4qe9o1_500

2. Sua Única Saída (Pursued, 1947), de Raoul Walsh

opening night

1. Noite de Estreia (Opening Night, 1977), de John Cassavetes